Diferentes tipos de cerveja

cervejas 01

Semana passada fizemos um Post sobre como organizar uma degustação de cerveja. Mas para que esta recepção seja completa é necessário entender um pouco mais sobre os diferentes tipos de cerveja e suas harmonizações. Então vamos lá…

 Tipos de Cerveja:

Os brasileiros, em sua maioria, bebem uma loira bem gelada (Standard American Lager), de vez em quando se aventuram em pedir uma ruiva ou negra…. mas os estilos das cervejas não se resumem em claras e escuras. Nós conhecemos muito pouco do universo das cervejas especiais, existem aproximadamente 120 estilos de cervejas distribuídas em inúmeras marcas.

A classificação das cervejas pode se dar de várias formas, seja pela cor, pelo amargor, por teor alcoólico ou outros. Mas para facilitar a nossa compreensão elas foram classificadas em três grandes famílias:

Ales – Costumam ser cervejas bem aromáticas, com sabor intenso, geralmente frutado. São mais complexas, mais maltadas e lupuladas, na maioria das vezes é mais encorpada, com teor alcoólico mais elevado. Abrangem as cerveja de alta fermentação (15 a 25º C).

Lagers – Possuem características mais leves que as Ales, pois são menos aromáticas e tendem a puxar para um sabor mais semelhante ao pão. A maioria delas é clara, pois são cervejas de baixa fermentação (9 a 15º C).

Lambics – É um tipo muito peculiar de cerveja.Tem uma gama extremamente numerosa de aromas que vai do frutado ao extremamente cítrico. Geralmente são feitas de trigo e é bem comum se adicionar frutas nesse tipo de cerveja para ajudar no processo de fermentação espontânea. Essa é uma cerveja atípica e pouco conhecida no Brasil, pois seu processo de produção é demorado e de alto custo.

Para ver a imagem ampliada acesse o site: www.tabeladacerveja.com.br

Para ver a imagem ampliada acesse o site: http://www.tabeladacerveja.com.br

♥ Harmonização:

Para se tirar o maior proveito da cerveja é bom que ela esteja harmonizada com o prato. Para isso devemos identificar os ingredientes presentes na receita e as características da cerveja, combinando-os de forma a que nenhum se sobreponha ao outro.

Em geral cervejas leves acompanham comidas leves, enquanto cervejas mais fortes, intensas e encorpadas harmonizam melhor com comidas mais pesadas e gordurosas. Quer uma boa dica? Pense em Ales como Vinho Tinto e na Lagers como Vinho Branco.. Outro comparativo válido é pensar em cervejas de alto amargor como se fossem vinhos bem ácidos ou com bastante tanino.

Quanto mais escura a cerveja, mais escura deve ser a comida, pois estas recebem a cor negra dos maltes escuros, que normalmente têm um sabor mais tostado e algumas vezes mais adocicado. Elas combinam bem com os mesmos sabores que você serviria com comidas assadas ou grelhadas.

Quanto mais picante for a comida, mais lupulada e amarga deve ser a cerveja. O lúpulo consegue cortar bem o efeito das pimentas, permitindo que você consiga sentir melhor os sabores, tanto do prato quanto da cerveja.

Comida e cerveja

♥ Curiosidades:

As cervejas mais consumidas no mundo são as Lager, devido a popularidade dos estilos Pilsen e as American Lager. No Brasil o consumo de cerveja Lager chega a 99%, em maioria American Lager. Isso mesmo…. a cerveja “loira gelada” que você toma e recebe o nome equivocado de Pilsen é na verdade uma American Lager. Essas se inspiram no estilo Pilsen (cerveja produzida na Rep. Tcheca), mas são bem mais fracas (aguadas), com menos sabor de lúpulo e mais claras do que esta última

Água: em média, 90% da cerveja é constituída por água. Sua qualidade, portanto, é muito importante para se obter um bom produto. Ela deve ser essencialmente pura.

Malte: É a cevada que passou por um processo de germinação controlada, chamada de malteação, que tem por finalidade ativar as enzimas presentes no grão. É considerado como a principal matéria-prima na confecção da cerveja.

Lúpulo: É uma planta trepadeira da família das moráceas, da flor é extraída a lupulina, substância responsável pelo sabor amargo e aroma da cerveja, além de auxiliar na formação da espuma.

Levedura: Fermento, é responsável por converter a célula de açúcar em álcool. Neste processo são liberados aromas que conferem um caráter único à cerveja.

Adjuntos: São outros cereais que eventualmente podem ser adicionados durante o preparo da cerveja, como o milho ou arroz, maltados ou não, resultando em cervejas de sabor, coloração e brilhos diferenciados.

Ranking dos países que mais consomem cerveja:

Ranking dos países que mais consomem cerveja

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: